quinta-feira, 20 de outubro de 2011

TEATRO JANGADA

Há coisas boas no Facebook. Não sou viciado mas por vezes sabe bem receber notícias de longe no espaço ou no tempo.

É o caso desta fotografia. 25 de Abril de 2008 (creio eu). Naquele auditório Municipal foi bonita a festa, pá... Muito bonita.

E aqui estamos, o Zé Jorge Letria, o Samuel, eu e o Teatro Jangada de Lousada.



Tenho ouvido dizer que a cultura vai levar muitos cortes.É o costume. E é natural. As nossas elites dirigentes há séculos que, com raras excepções, primam pela falta de qualidade humana, técnica e cultural. Pensam pequenino.

Estas elites não sabem ou evitam lembrar que hoje em dia as chamadas indústrias culturais correspondem a 10% do PIB.

Mesmo que o PIB se acabe e o governo vá de férias, mesmo que passemos a pagar mais do que ganhamos para ter o direito a trabalhar,mesmo que os orçamentos se transformem em buracos e os buracos em orçamentos, mesmo que com o nosso esforço colectivo consigamos salvar os BPP'ês e outros não sei quês, mesmo que o país feche para obras, a cultura continuará como espaço de reflexão, de indignação e, às vezes, até de luta.

"Não há machado que corte a raiz ao pensamento..." Lembram-se?

Por isso devemos lembrar estes grupos que persistem pelo país fora mantendo de pé o amor ao teatro. E devemos sublinhar o esforço de algumas autarquias que continuam, com maior ou menor esforço, a manter o seu apoio a uma vivência cultural consistente
e frutífera.

3 comentários:

António Branco disse...

costumo dizer que quando caímos no abismo só há uma saída. para cima. mas desta vez parece-me ver que caímos muito fundo. não sei se porque estou mais velho e a precisar de óculos. se porque estamos mesmo muito fundo... de qualquer modo a saída é a mesma. para cima. a mexer. a fazer.
obrigado pelo que faz pela sua parte.

xunandinha disse...

Bom dia, a minha filha esteve a semana novamente consigo na escola Francisco Arruda, na sala polivalente,o problema e a tristeza dela resume-se a não ter sido contemplada com um livro do autor o que acontece sempre nos concursos literários da escola,ela traz sempre um livro do autor oferecido, porque é sempre premiada e claro depois o autor autografa o livro dele, desta vez ofereceram um livro do robin dos bosques, ficou desiludia claro, nem quer concorrer mais.
Vou mandar a morada da Joana para o seu email, agradeço a sua amabilidade.

xunandinha disse...

VOLTEI,não consegui mandar pelo email,JUNTO ENVIO A MORADA DA JOANA para lhe poder enviar o livro

Joana Margarida


Calçada da Tapada 79 2º Dtº
1300-547 lISBOA