domingo, 20 de janeiro de 2008

"ZÊ ZANGADO"

Há pessoas que passam o tempo todo zangadas. Zê. Zangadas. Como fosse um burro. Zê. A zurrar.
Há pessoas assim. Ficam zangadas porque está calor ou porque faz frio, por causa do barulho ou por causa do silêncio. Zangadas até só por estarem zangadas.
O meu amigo Joaquim sabe zangar-se muito bem. Quando se zanga, toda a gente fica com medo. E ele, passados uns instantes, logo se esquece da zanga e se põe a assobiar.
Mas eu... Eu não tenho jeito nenhum para me zangar. Às vezes quero zangar-me com alguém. Às vezes nem sei com quem. Mas a zanga não me sai. Fica ali a ferver toda entaladinha cá dentro, não sei onde.
Não tenho mesmo jeito nenhum para me zangar. Só sei zangar-me para dentro e por isso fico sempre muito triste.

in "DIÁRIO INVENTADO DE UM MENINO JÁ CRESCIDO"

1 comentário:

Ana disse...

:)

O que eu andei...mas o que eu andei para aqui chegar!!!

Pesquisas e mais pesquisas e a net não dava nada! Aliás esta net não dá nada (ou quase nada) quando se trata de portugueses!
Agora estou só de passagem mas deixo aqui um convite. Ultimamente tenho dedicado o meu tempo a fazer recolhas musicais e uma das últimas que fiz deu este resultado

http://cravoscancoes.com.sapo.pt/index.html

:)

E o blog onde se encontra todo este meu trabalho de pesquisa é este:

http://deltagata4.blogs.sapo.pt/

Adorei passar por aqui :) Hoje já ganhei o dia (ou melhor...a noite)

Tudo de bom

delta