quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

SE PODES SER CRIANÇA



A criança modela-se.
Ajuda-a a modelar-se oferecendo-lhe tudo quanto tenhas de mais autêntico dentro de ti.
Oferece-te a ti próprio como modelo.
Faz de modelo, não só com o teu corpo de Homem, mas também com o que resta da tua espontaneidade infantil para o Amor.
Homens capazes de Amor são aqueles que foram crianças ou que se reconciliaram com a criança que foram.
Se amas a criança que em ti existe, então podes amar as crianças.
Podes fazer um filho.
Se a rejeitaste ou se com ela és irreconciliável então só podes gostar de bonecos de pasta, autómatos de lata e bugigangas para enfeitar o teu espaço esvaziado. Compra-os na loja, não faças filhos.
Não te ocupes dos filhos dos outros.


Mas se recuperaste essa criança, se tomaste conhecimento de que uma vontade infantil de sentir, experimentar e saber, existe em ti…
Então podes estender os braços à criança que está à tua frente.
Educar é oferecer-se como modelo,
educar é respeitar o seu próprio modelo.
Educar é respeitar a criação do Homem
e do seu Universo.
Educar é respeitar a criança e a criatividade infantil.
Se podes ser infantil, podes ser Homem, podes ser Mestre.


JOÃO DOS SANTOS

em “Ensinaram-me a ler o mundo à minha volta”, ed. Assírio & Alvim

5 comentários:

Jaime A. disse...

Um texto lindo, a recordação de que João dos Santos continua a ser uam referência.
Votos de um 2010 cheio daquilo que mais deseja.
Um abraço

Paulinho disse...

Boa noite Sr José Fanha,


é a 1ª vez que visito o seu bloge posso dizer-lhe que gostei muito do que li e ouvi. Pode dar-me o seu endereço de email? Gostaria de enviar-lhe algo


Com os melhores cumprimentos


Paulo César Gonçalves

Teresa disse...

Sempre bom lembrar, que educar é dar asas. Nunca formatar!
Beijinhos.

Filoxera disse...

Mais que uma lição, este texto é uma chamada de atenção, para que nos lembremos do que importa quando educamos e orientamos os nossos filhos, ou outras crianças.
Gostei muito.

Júlio Pêrgo disse...

João dos Santos foi o primeiro pedopsiquiatra em Portugal, uma personalidade invulgar, criador duma instituição "A Casa da Praia", acolhendo na altura, crianças com grandes problemas escolares.Foi Director do Centro de Saude Mental de Lisboa, sendo responsável pela formação de grandes técnicos de saúde, médicos, professores, enfermeiros, assistentes sociais, etc.Sucedeu-lhe o Dr. Coimbra de Matos, que na prática tentou anular o prestígio do Dr. João Santos. Contudo, como Interno de Pedopsiquiatria, devo a esse primeiro Mestre muito da minha formação, científica, pedagógica e cultural. O Dr. João dos Santos ainda não foi suficientemente homenagiado, neste país. Obrigado José Fanha por teres divulgado, neste momento, a figura do Dr. João dos Santos.