terça-feira, 16 de dezembro de 2008

LA SAETA



Há canções que nos marcam e nos comovem e nos acendem uma luz especial lá muito no fundo do peito.

Esta é uma delas, para mim. Poema de um dos meus poetas favoritos, António Machado. Música de Joan Manuel Serrat, aqui cantada por esse extraordinário cantor que foi Camarón de la Isla.


LA SAETA

¿ Quién me presta una escalera
para subir al madero,
para quitarle los clavos
a Jesús el Nazareno?

Saeta popular



¡Oh, la saeta, el cantar
al Cristo de los gitanos,
siempre con sangre en las manos,
siempre por desenclavar!
¡Cantar del pueblo andaluz,
que todas las primaveras
anda pidiendo escaleras
para subir a la cruz!
¡Cantar de la tierra mía,
que echa flores
al Jesús de la agonía,
y es la fe de mis mayores!
¡Oh, no eres tú mi cantar!
¡No puedo cantar, ni quiero
a ese Jesús del madero,
sino al que anduvo en el mar!

António Machado (Poeta espanhol)

5 comentários:

Caçadora de Emoções disse...

José Fanha,
Concordo inteiramente consigo.
Uma belíssima canção e um belíssimo poema...
Gostei muito, muito deste "Post"!..
Obrigada pela partilha.
Bom resto de semana.

Abraço grande e um sorriso :)

dona tela disse...

Desculpe não me alongar no comentário, mas eu hoje venho só desejar umas Festas muito Felizes.

Fernandar disse...

Extraordinario!
Arrebatador!!!
Obrigada pela partilha.
:) FR

Yolanda disse...

ola zé, sou yolanda de carvalho lusa hispana, y este e um dos poemas que eu mais amo, eu canto fado e ja pensei gravar este poema num trabalho de fado, quando a saudade, me invade provocada pelas recordaçoes este e o poema que a minha mente surge, lembranças da semana santa em cartagena. E Serrat tambem soube musicá-lo obrigado por mostrares poesia española no teu blog. eu tambem gosto de jose regio, mario de sa carneiro e neruda , garcia lorca , outra poesia mas muito boa tambem . boa noite e um beijinho

Yolanda disse...

tambem sou do signo peixes e do ano 58, fica bem