sábado, 27 de março de 2010

O TEMPO PASSA...



El tiempo pasa/ nos vamos poniendo viejos/ y el amor nos refleja/ como ayer...

Cantava assim a Mercedes Sosa. E talvez seja verdade.

A fotografia é de 86, no Centro Cultural de Loulé. Enviada pelo José Teiga (grande abraço meu amigo!) Aqui tinha uns kilitos a menos mas andava sempre como agora embrulhado na poesia.

Não sou saudosista. Não fico preso ao que passou. Mas acho muito importante guardar memória do que fomos. Apesar disso, sempre achei que amanhã será sempre melhor que hoje. O qe é que querem, meus amigos? Não consigo deixar de viver a cavalo na utopia.

2 comentários:

Maria disse...

É por isso que estamos vivos!

Beijos

Tatiana disse...

só as utopias nos levam a algum lado! ;)
cumps