domingo, 14 de junho de 2009

LOURIÇAL



Na EB1 do Louriçal, em Pombal, fui recebido de forma muito invulgar. O jardim da frente da escola estava transformado na recriação de uma das minhas histórias ("O dia em que a mata ardeu"). Foi simplesmente comovente. Mas o mais importante é encontrar pelo país fora um número muito significativo de escolas em que, apesar dos muitos entraves que lhes são criados e da burocracia absurda em que vivem atafulhados, os professores conseguem fazer um trabalho de muita dedicação e empenho no que toca à promoção do livro e da leitura.

Tenho orgulho em ser companheiro nesta guerra boa que se trava em silêncio e cujos resultados mais seguros havemos de ver dentro de alguns anos.

3 comentários:

Lídia Borges disse...

Sempre tão reconfortante ler as suas palavras quando se refere aos professores.
E que falta palavras dessas,têm feito a quem se dedica por inteiro às crianças.

OBRIGADA!

Carla disse...

Que bom deve ser ter uma visita nas escolas como a sua. Que saudades das suas aulas e das suas palavras...

de "uma antiga aluna"

Eu sou português aqui disse...

Vim aqui parar, por indicação de uma amiga que fez um curso de Verão consigo.
Recordo os belos serões a ver "A visita da Cornélia" e onde os seus dotes artísticos faziam os encantos de tanta gente.
Amanhã, vou propor na minha escola que o convidem a visitar a nossa biblioteca, no próximo ano lectivo.

Um abraço