quinta-feira, 3 de junho de 2010

JOÃO AGUIAR



A vida é burra e trata tantas vezes mal os que menos o merecem.

Morreu um homem bom. O escritor, o meu querido amigo, mais que amigo, o meu irmão João Aguiar.

Não tenho mais palavras. Apenas lágrimas.

5 comentários:

Tiago Carvalho disse...

Fanha, sinto muito, também o admirava muito como escritor.

Maria disse...

Há dias em que uma pessoa abre a net e só lhe apetece chorar.
Não sabia... como lamento...

Um abraço.

Violeta Extravagante disse...

Estou sem palavras...
Ainda esta semana comentava com uma colega, o jantar em Santiago do Cacém com o Fanha e com o João Aguiar....parece que foi ontem.
Admiro-o como escritor e desde aquele jantar e aquele encontro na Biblioteca de Santiago fiquei a admirá-lo como pessoa...

Tinha tanto ainda para fazer....não é justo...

Júlio Pêgo disse...

Parte o Escritor, o crítico aceso duma sociedade iletrada, o purista da Língua Portuguesa que tudo fazia para não usar anglicismos.Era o endereço electrónico (não o E-Mail), o sítio (não o Site),etc. Era um verdadeiro Senhor, afável, frontal e sincero.Acreditava mesmo no que sentia e nos valores da honradez.Choremos, choremos, choremos a sua morte e a nossa perda.Extinguiu-se uma Luz mas deixa-nos mais de 40 obras publicadas, na maioria romances históricos que o tornam imortal.

Ana Tsep disse...

Morre uma das figuras cimeiras da literatura portuguesa!
Admiro muito a escrita de João Aguiar e a sua postura séria e lúcida!

Abraço sentido pela sua amizade por ele, pois não o conhecia pessoalmente.