quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

AROUND THE WORLD

2 comentários:

Inquilina Jardim Amoreira disse...

"Vens a mim
pequeno como um deus,
frágil como a terra,
morto como o amor,
falso como a luz,
e eu recebo-te
para a invenção da minha grandeza,
para rodeio da minha esperança
e pálpebras de astros nus.

Nasceste agora mesmo. Vem comigo."
(Jorge de Sena, in "Perseguição")

Parabéns. Nascemos a todo o instante

argumentonio disse...

ainda a tempo, de marcar o tempo que não sabe quanto o estamos a contar, vai um abraço, também electrónico, comemorativo, fraterno e sem tempo

Tozé & Fª