sábado, 14 de fevereiro de 2009

O TROMBONE



Pela segunda vez vai á cena este divertimento teatral que escrevi há meia dúzia de anos.

Trata-se de uma "Clownerie para 87 grandiosos cenários, 72 cenas de arrepiar os cabelos, 35 personagens arrasadores, 9 sinfonias incompletas, 3 actos e meio, dois actores e um Trombone".

Desta vez é encenado pelo Paulo Matos, produzido pelo Miguel Pedra e interpretado pelos actores Vítor Emanuel e Luís Viegas.

Estreia-se hoje em Oliveira de Azemeis e vai andar em digressão pelo país.

3 comentários:

Mar Arável disse...

Aguardo na margem esquerda

do Tejo

Abraço

Júlio Pêgo disse...

A primeira encenação foi no City, na Latino Coelho, perto das Picoas. Penso que o trombone poderá ser actualizado... motivos não faltam.
Abraço do Júlio

mariam disse...

José Fanha,

votos de sucesso!
e
quando chegar a Lisboa, lá irei :)

um sorriso :)
mariam