domingo, 22 de março de 2009

PINGA O PINGO


PINGA O PINGO

Pinga o pingo da torneira
Pinga pinga
Pinga o pingo
Que amanhã já é domingo
E depois segunda feira
Pinga o pingo da torneira
na banheira
terça feira
quarta feira
Pinga de toda a maneira
quinta feira
sexta feira
Falta pouco p’ra domingo
Pinga o pingo
Pinga pinga
Pinga o pingo da torneira.

José Fanha

(do livro a sair em breve "CANTIGAS E CANTIGOS PARA FORMIGAS E FORMIGOS")

9 comentários:

Margarida Graça disse...

Sou a trinta milésima visitante! Não sei se assim se diz... Parabéns, pela escolha, no dia Mundial da Água. O ping ping, ao que parece, está mais próximo do que nem sonhamos...


Um abraço da Margarida G.

Alfaomega disse...

O pingo é uma canção de embalar o tempo, na semana de todos os dias.
Aqui fica o meu pingo...

dona tela disse...

Está muito giro, mas eu hoje é mais Primavera.

Muito bom dia, senhor Fanha.

ana disse...

Vou ler este poema com os meus alunos. Obrigada José Fanha

L.Borges disse...

Lindo este poema.

Até parece fácil!

Obrigada!

JOSÉ FANHA disse...

Agradeço sempre comovido os elogios. Em especial, deliciam-me os comentários da minha querida amiga Dona Tela, que a Primavera lhe seja leve.

Fico feliz, sobretudo, quando sinto que posso ser útil.

No entanto, deixem-me dizer que este textinho não é um poema. É uma lengalenga. Uma coisa para pôr a língua a passear e o corpo a ressoar ao ritmo das palavras.

Apesar disso, dá trabalho a fazer uma renda destas. Dá mesmo muito trabalho. Trabalho saboroso. mas trabalho.

Beijos e abraços.

JOSÉ FANHA disse...

Agradeço sempre comovido os elogios. Em especial, deliciam-me os comentários da minha querida amiga Dona Tela, que a Primavera lhe seja leve.

Fico feliz, sobretudo, quando sinto que posso ser útil.

No entanto, deixem-me dizer que este textinho não é um poema. É uma lengalenga. Uma coisa para pôr a língua a passear e o corpo a ressoar ao ritmo das palavras.

Apesar disso, dá trabalho a fazer uma renda destas. Dá mesmo muito trabalho. Trabalho saboroso. mas trabalho.

Beijos e abraços.

mariam disse...

José Fanha,

é sempre um gosto renovado lê-lo, os miúdo adoram-no e nós também!

grande abraço
mariam

Turma da Piedade disse...

Gostámos muito do poema.
se puder visite o nosso blog.
um colega nosso leu uma poesia sua na nossa sala.
Beijinhos