segunda-feira, 28 de julho de 2008

EDUARDO GUERRA CARNEIRO (1942-2004)



Eduardo Guerra Carneiro

Nascido em Chaves, foi escritor e jornalista. Trabalhou ou colaborou em jornais tão diversos como o Diário Popular, Século, Se7e, Portugal Hoje, Match Magazine, O Primeiro de Janeiro, ABC, Europeu ou Tempo, e em diversos programas de rádio.

Foi homem da noite e da boémia serena, de conversa demorada e sem destino, vivendo sempre à margem dos sistemas.

Cruzámo-nos bastas vezes. Gostávamos de ficar à palheta. Falámos ao telefone pouco tempo antes de se cansar disto e sair pela janela com inveja dos pássaros.

Os seus livros, «Isto Anda Tudo Ligado», «Contra a Corrente», ou «Dama de Copas», todos publicados pela "&ETC" merecem ser lidos e bem mastigados.

2 comentários:

SERVIÇO SOCIAL INTERCAMBIO disse...

Boa tarde,
"Na terra do fado as nações se destacam na voz do poeta,
que embala os corações da plateia que em pé agradece o momento"
Em ritimo de marcha,
olhares atentos a dança,
enfeitiçam crianças, jovens e adultos!
Pai e filho mostram a sincronia da poesia e a dança que arrancam risos,gargalhadas e barulhos com bravas palmas!
É assim que José Fanha, com saudades, apresentou seu mais novo trabalho junto com seu filho, na biblioteca publica de Tavira neste mês de julho!

Contadores de histórias disse...

Começamos agora na visita de nosso novo amigo do outro lado do mar que chega em rios e risos de boas vindas, pela leitura de seus registros e pela poesia de lhe ter como acesso.

Belém - Pará - Brasil - Amazônia
Marçal do Blog de contadores de história