quinta-feira, 12 de junho de 2008

1969



Conheci o Zeca por estes dias há 39 anos num espectáculo nocturno na Escola Superior de Agronomia de Lisboa.

Com ele estavam o Adriano, o Xico Fanhais, talvez o Barata Moura, o Zé Jorge Letria, o Denis Cintra e muitos mais de que já não me lembro.

O AP Braga, também cantor, conhecia os meus poemas e, quase à força, atirou-me para o palco. A partir daí passei a andar de poema às costas por Seca e Meca. Parece que ainda não parei.

O exemplo do Zeca e as suas canções nunca me deixam.

9 comentários:

Rita Carrapato e Fatima Sarnadas disse...

E ainda bem que assim é, que não parou.

Bjs
Rita

LeniB disse...

ainda ontem estive agarrada à viola a dedilhar e a cantarolar umas músicas dele...que é eterno.
bjs

Português disse...

Alguém comentou num outro blogue: "Zeca Afonso é uma inspiração, não por ter estas ou aquelas convicções, mas enquanto ser humano livre e fiel aos seus princípios.
Quantos teremos desta espécie?".
Quantos?

Júlio Pêgo disse...

Boa memória recordar a luta estudantil, a Associação de Agronomia, a esperança de sonharmos Liberdade com a ajuda do Zeca Afonso entre outros.Num Portugal de mordaças, os espaços associativos eram territórios de Liberdade, de fraternidade e convívio.Foram certamente os embriões de tomada de consciência política que culminaram no 25 de Abril 74.
Júlio

Júlio Pêgo disse...

Boa memória recordar a luta estudantil, a Associação de Agronomia, a esperança de sonharmos Liberdade com a ajuda do Zeca Afonso entre outros.Num Portugal de mordaças, os espaços associativos eram territórios de Liberdade, de fraternidade e convívio.Foram certamente os embriões de tomada de consciência política que culminaram no 25 de Abril 74.
Júlio

Leonor disse...

A sorte que todos temos por o Fanha não ter parado...

Ler os seus poemas e ouvi-lo declamar é fantástico! E conhecê-lo numa visita que fez à minha escola foi magnífico.

Espero encontrá-lo mais vezes.

um abraço,

Leonor

dona tela disse...

Deram-me uns bons conselhos.

Os meus respeitos.

samuel disse...

Bora lá fazer uma estátua ao AP Braga! :)))
Disposto para outros 34 anos de poemas? Pronto... dividimos os tempos de actuação com umas cantigas... eu ajudo!

Abraço

Maria disse...

Ainda bem que o exemplo do Zeca e as canções nunca te deixaram....
... ainda bem que andas por aí a semear poesia nas Escolas....

Um beijo