sábado, 21 de junho de 2008

O MEU AMIGO TIAGO

Há pessoas que escrevem poesia e há pessoas que vivem a poesia.

O meu muito querido amigo TIAGO CARVALHO é dos que a escreve, ás vezes, mas, sobretudo, dos que a vivem.

A nossa amizade vem de há uns vinte e qualquer coisa anos quando ele foi meu aluno de História de Arte e outras disciplinas da área das Artes na Esc. Secundária José Afonso de Loures.

Pertencia á melhor turma que já tive na minha vida. Um grupo de alunos fantásticos. Aprendemos muito uns com os outros. Digo-o com todo o orgulho porque professor que não saiba aprender também não sabe ensinar.

Andávamos apaixonados pela pintura do Miró, pela música do Tom Waits, pela poesia de Neruda, entre muitos outros.

Nesse grupo de alunos, o Tiago distinguia-se pela sua fome de aprender, pela forma deslumbrada como ia entrando pelo mundo das artes dentro, por ser muito grande e desençonçado, e por não gostar de ler.

Formou-se em Design e hoje é professor do 2º Ciclo em Aveiro, tem vários blogs, tornou-se num leitor fervoroso e escreve de uma forma tão límpida e clara que chega a comover.

É casado e tem uma filha especial como é especial o amor que lhe dedica. Continua apaixonado pela arte, pelas pessoas, pela vida.

Reencontrámo-nos há pouco tempo e a amizade voltou a ferver. Ontem enviou-me um texto que quero muito partilhar com os que fazem o favor de me visitar neste sítio.

Um blog é também isto: falar dos amigos e, sobretudo, daqueles que mais do que escrever vivem ou procuram viver em estado de poesia.

2 comentários:

Margarida disse...

Pois é! A poesia transpira-se e o Fanha, desculpe o atrevimento, está sempre a transpirá-la. Cuidado com os elefantes. Um beijinho da Margarida

Tiago Carvalho disse...

Obrigado Fanha, obrigado Amigo