domingo, 11 de maio de 2008

I HAVE A DREAM



"I HAVE A DREAM" foi a frase que sobreviveu a Marthin Luther King, assassinado a 4 de Abril de 1968 em Memphis, e que continua hoje a iluminar muitos dos que lutam pela paz, pela igualdade e pelo entendimento entre todos os homens.

No mundo ultra-liberal de hoje, ter um sonho, é absurdo para os que mandam, para os que dominam o jogo das finanças, para os senhores das guerras, para os politicos e os poderosos que nos vão encaixotando no silêncio e na miséria.

Ter um sonho talvez não caiba no Cartão Único porque sonhar levar-nos-ia a desejar que o mundo fosse muito diferente deste sem esperança nem justiça nem vergonha a que querem confinar os nossos filhos.

Resta-nos sonhar e falar alto desses nossos sonhos que só são sonhos porque felizmente não têm cotação na Bolsa. Resta-nos lembrar outra frase de Martin Luther King:

"O que me preocupa não é o grito dos violentos. É o silêncio dos bons."

7 comentários:

Licínia Quitério disse...

Eu tenho um sonho.
Tu tens um sonho.
Eles têm sonhos.

Havemos de ser muitos. E havemos de os dizer em voz alta.

Obrigada.

Português disse...

Pedra Filosofal

Eles não sabem que o sonho
é uma constante da vida
tão concreta e definida
como outra coisa qualquer,
como esta pedra cinzenta
em que me sento e descanso,
como este ribeiro manso
em serenos sobressaltos,
como estes pinheiros altos
que em verde e oiro se agitam,
como estas aves que gritam
em bebedeiras de azul.

Eles não sabem que o sonho
é vinho, é espuma, é fermento,
bichinho álacre e sedento,
de focinho pontiagudo,
que fossa através de tudo
num perpétuo movimento.

Eles não sabem que o sonho
é tela, é cor, é pincel,
base, fuste, capitel,
arco em ogiva, vitral,
pináculo de catedral,
contraponto, sinfonia,
máscara grega, magia,
que é retorta de alquimista,
mapa do mundo distante,
rosa-dos-ventos, Infante,
caravela quinhentista,
que é Cabo da Boa Esperança,
ouro, canela, marfim,
florete de espadachim,
bastidor, passo de dança,
Colombina e Arlequim,
passarola voadora,
pára-raios, locomotiva,
barco de proa festiva,
alto-forno, geradora,
cisão de átomo, radar,
ultra-som, televisão,
desembarque em foguetão
na superfície lunar.

Eles não sabem, nem sonham,
que o sonho comanda a vida.
Que sempre que um homem sonha
o mundo pula e avança
como bola colorida
entre as mãos de uma criança.

António Gedeão

Parece-me que, passados estes anos todos, eles ainda não sabem...

José Fanha disse...

Pois não sabem não!

Nem vão saber...

maria_maia disse...

"o que me preocupa... é o silêncio dos bons"

é também essa a minha preocupação... e faz mesmo duvidar se serão assim tão "bons"...

quanto ao teu sonho... ( ihihih) não quero saber... :)

Caçadora de Emoções disse...

Continuo a acreditar que é possível, a ter sonhos!..
No meu crescimento como pessoa resolvi optar pelo caminho do "pensamento positivo", mesmo com as dificuldades que vão surgindo.
Sim, talvez tenhamos de elevar a voz! Mas, se o fizermos em conjunto e com convicção pode ser que resulte, porque não? Um abraço,

Júlio Pêgo disse...

Quem não sonha não vive, não projecta, não ama, não partilha, não cria, não cuida, não tem amigos,não sente a chuva, não ouve o vento, não vê ao seu redor pois está fechado em si mesmo, na escuridão a contemplar a sua própria sombra.
Júlio Pêgo

Maria disse...

É bom voltar aqui, 3 ou 4 dias depois...
... e ler-te.

É bom sabermos que temos ainda sonhos
melhor ainda, saber que um dia se vão cumprir!

Beijos